Filho é suspeito de atear fogo e matar o próprio pai, diz polícia

0
50

Idoso, de 70 anos, também teria sofrido golpe de arma branca. O suspeito resistiu à prisão e precisou ser contido pela Polícia Militar com disparo de arma de fogo na perna. Polícia Militar do Tocantins
PM/Divulgação
Um homem, de 70 anos, morreu depois de ter o corpo queimado em São Sebastião, no Bico do Papagaio, no sábado (30). O suspeito do crime é o filho da vítima, que resistiu à prisão e precisou ser contido pela Polícia Militar com disparo de arma de fogo na perna.
📱 Participe do canal do g1 TO no WhatsApp e receba as notícias no celular.
Os policiais foram chamados para averiguar uma denúncia de maus-tratos, mas quando chegaram no endereço os vizinhos avisaram que o idoso havia morrido. A vítima foi encontrada em um dos cômodos da casa com o rosto carbonizado.
Segundo informações do Instituto Médico Legal (IML), a vítima também sofreu ataques com arma branca.
O suspeito, de 45 anos, estava na cozinha com uma faca na mão. Os policiais deram ordem de parada e pediram para que ele jogasse a faca no chão, mas não foram atendidos.
Os militares então fizeram três disparos de espingarda calibre 12 com balas de borracha. Mesmo assim, o suspeito não cedeu e a equipe fez uso de munição letal, acertando uma das pernas do agressor.
LEIA TAMBÉM
Garçonete morta a facadas em bar queria voltar a estudar: ‘Animada para retomar a vida’, diz primo
Jovem de 19 anos é suspeito de matar homem com golpe de faca no pescoço após desentendimento em programa, diz PM
Suspeito de manter esposa grávida em cárcere privado é servidor em hospital de Palmas
Os policiais prestaram socorro e levaram o suspeito para o pronto socorro regional da cidade de Augustinópolis. Após atendimento médico, ele foi levado para a Delegacia de Polícia.
O IIML compareceu ao local e o corpo do idoso foi levado para a unidade de Araguaína. Após os devidos procedimentos, foi liberado para o velório e enterro.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins