Taxa de ocupação de leitos de UTI no Hospital Regional de Araguaína chega a 100%

0
65
Foto: Divulgação/Sesau

Unidade atendeu pacientes em estado grave de outros municípios da região norte do estado. Diretor informou que sete novos leitos serão instalados.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI do Hospital Regional de Araguaína chegou a 100%. A situação é preocupante porque a unidade é referência para toda a região macro-norte do estado. Isso significa que todos os pacientes em estado grave dos municípios que ficam na região são atendidos na unidade ou encaminhados para Palmas.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, Araguaína tem 26 leitos de UTI-Covid, sendo seis pediátricos. A taxa de ocupação tem causado preocupação para a Defensoria Pública do Estado, a qual recomendou que o município disponibilize leitos de UTI do Hospital Municipal de Campanha para o estado.

A recomendação foi assinada na sexta-feira (3) pelo defensor público Sandro Ferreira, e requer que os gestores estadual e municipal estabeleçam imediatamente um fluxo que garanta que pacientes com coronavírus internados no regional possam ser transferidos para o Hospital Municipal de Campanha de Araguaína, caso exista vaga.

Por meio do expediente, recomenda-se, ainda, que os leitos de UTI no Hospital Municipal sejam regularmente habilitados o mais rápido possível para ampla oferta na rede estadual.

A prefeitura disse que está aguardando apenas a habilitação do Ministério da Saúde para repassar a regulação para a Secretaria Estadual da Saúde. Pela manhã, o diretor técnico do hospital regional disse que sete novos leitos serão instalados na unidade.

Nesta segunda-feira (6), Araguaína ultrapassou a marca de 4,5 mil casos da doença. O número de morte também cresceu e chega a 65. É o município com maior número de pessoas diagnosticadas e de mortes.

 

Por: TV Anhanguera