Ruraltins dá início ao plantio da primeira Unidade Demonstrativa de Arroz consorciado ao capim

Plantio ocorre na fazenda Trigueiro, com 60 hectares de arroz terras altas cultivar BRS A501 consorciado com o Brachiaria Ruzizienses, com uso da Tecnologia clifieCld.

0
95
Foto: Ruraltins/Governo do Tocantins.

Com a finalidade de difundir a tecnologia do manejo do arroz consorciado ao capim forrageiro para formação e recuperação de pastagem, uma equipe do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e da Embrapa Arroz e Feijão, e ainda com o apoio de outros parceiros, vai instalar quatro Unidades Demonstrativas (UDs) no Estado.

Esta semana a equipe está em Pium, a 124 km da Capital, na Fazenda Trigueira, onde realiza o primeiro plantio.

Além dos 20 hectares de UD, o Produtor André Renovato realiza o plantio de mais 40 hectares de arroz terras altas cultivar BRS A501 consorciado com o Brachiaria Ruzizienses, com uso da Tecnologia Clifield, visando a recuperação da pastagem.

Com a expectativa de melhorar as condições e ainda minimizar os riscos da produção, o agricultor fala do interesse em ser parceiro do Ruraltins nesta iniciativa. “Já tem um bom tempo que trabalhamos com arroz para abertura de área para o cultivo da soja, e não estávamos conseguindo resultados satisfatórios, e um das grandes dificuldades, aqui do nosso Estado, e de outras localidades também, tem sido a chuva. Nesse gargalo, é que vamos entrar com o plantio de arroz e do capim, que servirá de cobertura do solo e pastagem e, na época do plantio da soja, a garantia de uma boa germinação da soja. A palhada vai melhorar a germinação e manter a umidade, e uma série de outros fatores que vão dar condições para que a gente consiga melhorar a produção e ainda minimizar os riscos”, explica André Renovato.

Para viabilizar esse projeto o produtor e o Ruraltins, órgão executor, contam com as parcerias das empresas: Sementes Grão Fértil, com o fornecimento das sementes de capim para a cobertura de uma área de 70 hectares de plantio; BASF com herbicidas e o tratamento das sementes; e OMNIA Fertilizantes com condicionador de solo e enraizamento estimulante do arroz.

Foto: Ruraltins/Governo do Tocantins.

Unidades Demonstrativas

Estas Unidades, além de vitrines agrícolas com a transferência de tecnologia, “visam também criar redes de relacionamento com agropecuaristas, consultores e empresas do ramo, ofertando novos conteúdos sobre manejo, aquisição e comparação com outros cultivares”, explicou o gerente de Agricultura do Ruraltins, Edmilson Rodrigues de Sousa.

As demais propriedades onde serão instaladas as UDs são as fazendas Lagoa dos Patos, em Miracema com 20 hectares; Nossa Senhora Aparecida, em Novo Acordo com 15, e Três Ipês, em Gurupi com mais 15 hectares, somando 70 hectares de Unidades Demonstrativas.