Polícia Federal desarticula organização criminosa especializada em fraudes ao Seguro Desemprego no Tocantins

0
119

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (26/05) a Operação “Abre-te
Sésamo” visando o cumprimento de mandados de busca e apreensão, prisões e sequestro de
bens contra organização criminosa voltada a fraudar vínculos trabalhistas em empresas
fictícias e após forjar requerimentos do seguro-desemprego em Palmas/TO.
Aproximadamente 26 (vinte e seis) Policiais Federais cumprem oito mandados de busca e
apreensão, dois de prisão preventiva, um de prisão temporária e ainda medidas de sequestro
de bens e valores, na cidade de Palmas/TO, todos expedidos pela 4a Vara Federal de
Palmas/TO.
Segundo o Núcleo Regional de Inteligência Previdenciária e Trabalhista no Tocantins –
NUINT, foram identificados centenas de parcelas do seguro-desemprego pagas de forma
indevida, gerando um prejuízo de quase R$ 600 mil reais aos cofres públicos.
Com a medida pretende-se identificar todas as pessoas que tiveram envolvimento nas fraudes
e outras pessoas jurídicas que possam ter sido utilizadas indevidamente para criação de
vínculos trabalhistas, com o objetivo de fraudar o benefício.
Agora os esforços da Polícia Federal serão concentrados na análise dos materiais apreendidos
e análise das movimentações bancárias dos envolvidos. Os bens sequestrados dos membros da
organização serão destinados a ressarcir o erário público.
Os envolvidos poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de
Estelionato Majorado, Falsidade Ideológica e Organização Criminosa, cujas penas somadas
podem chegar a vinte anos de reclusão.
“Abre-te Sésamo” é uma expressão lúdica da história de “Ali Babá e os Quarenta Ladrões”
utilizada como código para a abertura de uma caverna na qual quarenta ladrões escondem um
tesouro.
Destaca-se que em razão da atual crise de saúde pública, foi adotada logística especial de
prevenção ao contágio, com distribuição de EPI’s a todos os envolvidos, a fim de preservar a
saúde dos policiais, testemunhas e investigados.