Perseguição e suspeita de homofobia: o que se sabe sobre caso de jovem morto em bar

0
45

Atanel Nazaro Ribeiro, de 18 anos, foi assassinado no distrito de Buritirana. Família acredita que uma mulher agiu por não aceitar a orientação sexual dele; Polícia Civil investiga o caso. Atanel Nazaro Ribeiro, de 18 anos
Divulgação
O assassinato de Atanel Nazaro Ribeiro, de 18 anos, ainda está em investigação, mas a família acredita que uma mulher conhecida do jovem cometeu o crime por não aceitar a opção sexual dele. O crime aconteceu em um bar da zona rural de Palmas.
📱 Participe do canal do g1 TO no WhatsApp e receba as notícias no celular.
Como aconteceu o assassinato?
O assassinato aconteceu na noite de sábado (22), em um bar localizado no distrito de Buritirana. As equipes policiais foram chamadas por volta das 19h.
Os policiais confirmaram que o rapaz foi atingido por um objeto perfurante. A Perícia analisou o local do crime e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal de Palmas (IML).
Jovem de 18 anos foi assassinado em bar de Buritirana, distrito de Palmas
Reprodução
Quem era o jovem esfaqueado?
Atanel tinha apenas 18 anos e morava com a mãe no distrito de Buritirana. Mas a família é de Ponte Alta do Tocantins.
Klarinda Nazaro, irmã da vítima, contou que ele parou de estudar no 2º ano do ensino médio, mas tinha planos de voltar às salas de aula. Outra paixão do jovem eram as plantas.
“O que ele gostava mesmo era de mexer com planta. Lá em casa a área é lotada de plantas, tudo dele. Pessoa alegre, alegre. Uma das coisas que ele mais gostava de fazer era mexer com as plantas dele, com canteiro, com as galinhas dele”, disse Klarinda.
Outro detalhe que a irmã contou é que Atanel gostava de dançar e que saía bastante. Mas não soube dizer se ele estava se relacionando com alguém.
LEIA TAMBÉM:
Jovem é assassinado a facadas em bar e mulher é suspeita, diz PM
Jovem morto com facada em bar era perseguido e ameaçado pela suspeita do crime, diz irmã
Família suspeita de motivação homofóbica
Para a irmã e a família, a suspeita do assassinato é uma mulher conhecida da família e de Atanel. A irmã contou que essa pessoa não aceitava o fato dele ser homossexual e o perseguia.
Por esse mesmo motivo, conforme a irmã, a suspeita esfaqueou o jovem há cerca de seis meses durante uma discussão, mas ele conseguiu se recuperar. Segundo a família do jovem, a mulher o ameaçava e jurava de morte publicamente por não concordar com a orientação sexual dele.
Na época foi feito boletim de ocorrência da agressão, mas as ameaças continuaram. “Ela furou ele, mas recuperou [sic]. Ficava jurando de matar ele. Até que ontem ele estava no bar e ela chegou por trás”, afirmou a irmã.
No sábado, a mulher supostamente esfaqueou Atanel pelas costas, quando o jovem estava em um bar do distrito. Dessa vez ele não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.
Polícia investiga o crime
A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a Polícia Civil já começou a investigar o assassinato. Mas ainda não há informações sobre a motivação ou a suspeita do crime.
Veja nota da SSP sobre o homicídio:
A Secretaria da Segurança Pública do Tocantins reitera que a 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP – Palmas) já deu início às investigações no sentido de apurar as circunstâncias da morte de Atanel Nazaro Ribeiro, de 18 anos, o qual foi vítima de um golpe de faca, no Distrito de Buritirana, zona rural de Palmas.
Informa também que uma equipe da unidade especializada esteve no local, bem como a perícia, que realizou os trabalhos de praxe. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal e levado para a sede do órgão onde foi submetido a exame de necropsia a fim de determinar as causas exatas da morte. Mais informações serão repassadas em tempo oportuno.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.
a

Fonte: G1 Tocantins

Fonte: G1 Tocantins