Ex-prefeito é suspeito de direcionar licitações em troca de barragem em fazenda no Tocantins

0
135
Prefeitura de Lagoa da Confusão / Foto: Divulgação/Prefeitura de Lagoa da Confusão

O ex-prefeito disputou a reeleição, mas perdeu.

O agora ex-prefeito de Lagoa da Confusão, Nelson Alves Moreira, está sendo investigado por supostamente direcionar licitações em troca de receber favores da construtora beneficiada, como, por exemplo, a construção de uma barragem numa fazenda de sua propriedade.

O Nelsinho, como é conhecido o ex-prefeito, concorreu à reeleição em 2020, mas perdeu a disputa para Thiago Soares Carlos, o Dr. Thiago.

A empresa que teria sido beneficiada é a Construtora Oliveira e Andrade. O inquérito foi instaurado pela promotora de justiça de Cristalândia, Janete de Souza Santos Intigar, nesta segunda-feira (5.jan.2021).

No documento, a promotora afirma que constitui ato de improbidade administrativa, importando em enriquecimento ilícito, auferir qualquer tipo de vantagem patrimonial indevida em razão do exercício de cargo, mandato ou função, conforme o artigo 9º da Lei nº 8.429/92.

Entre os procedimentos investigados, o MPTO cita as cartas convites nº 007/2017, 003/2018 e 0003/2019 e uma dispensa de licitação para reforma e ampliação da Escola Municipal Dona Júlia Pelegrin, todas direcionadas à mesma construtora.

O órgão afirma também que já requisitou respostas ao ex-prefeito, mas as informações enviadas não foram suficientes para afastar os indícios da existência das irregularidades.

Outro inquérito

O Ministério Público também instaurou inquérito para apurar possível ato de improbidade administrativa por ausência de retenção de contribuição previdenciária de empresas e/ou profissionais contratados pelo município de Lagoa da Confusão, sob a forma de cessão de mão de obra ou mediante empreitada.

Confira os inquéritos 

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução