Casa de Apoio do Governo do Tocantins completa 15 anos e já recebeu 300 mil hóspedes

0
37
Casa de Apoio completa 15 anos de atividade em Palmas (Carlessandro Souza)

Em 15 anos de existência cerca de 300 mil hóspedes puderam contar com acolhimento, atendimento social, hospedagem, e quatro refeições saudáveis e equilibradas, diariamente.

“Em cada lugar da Casa de Apoio Vera Lúcia Paganni há uma história de esperança, fé, determinação, atitude e superação. São 15 anos recebendo as pessoas em momentos de grandes dificuldades e possibilitando um pouco de conforto a quem precisa focar em seu tratamento”. Dessa forma, o gestor da Secretaria Estadual do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), José Messias Araújo, falou sobre a Casa de Apoio Vera Lúcia Paganni, que completa 15 anos de atividade nesse domingo, 18, e se tornou o principal ponto de referência para acomodação de pessoas vindas de todas as cidades do Tocantins e até de estados vizinhos.

A instituição foi criada em abril de 2006, com o intuito de acolher pacientes e acompanhantes de pacientes dos hospitais públicos de Palmas que não têm lugar para ficar. É gerida pelo Governo do Tocantins, por meio da Setas, e conta com a colaboração de parceiros e voluntários.

Nesses 15 anos de existência cerca de 300 mil hóspedes contaram gratuitamente com acolhimento, atendimento social, hospedagem, além de quatro refeições saudáveis e equilibradas, diariamente.

A representatividade do que a Casa de Apoio Vera Lúcia é para as pessoas pode ser expressa por números. Somente em 2020 a Casa foi um importante amparo para mais de 17 mil hóspedes tocantinenses que enfrentaram problemas de saúde no período. E de janeiro a abril de 2021, já são cerca de 4 mil pessoas hospedadas na instituição.

O secretário José Messias falou também da importância do trabalho realizado pela Casa com o auxílio dos voluntários, e conclama gestores municipais e empresários a serem parceiros dessa ação. “A Casa de Apoio é uma referência para os municípios e até para outros estados. O Governo do Tocantins mantém a estrutura que comporta mais de 120 atendimentos diários com conforto e qualidade, e contamos também com parceiros que ampliam as formas de atendimento a esse público. É graças a esses amigos que podemos ofertar apoio emocional, espiritual, e capacitações entre outras ajudas”, ressalta o gestor.

Os hóspedes

Os hóspedes que utilizam a estrutura e o conforto espiritual da Casa de Apoio são selecionados e encaminhados pelas assistentes sociais dos hospitais públicos de Palmas; e em geral, são pessoas carentes e vindos de todas as localidades do Tocantins e estados vizinhos.

O desafio dos profissionais e voluntários da Casa de Apoio é trabalhar em todas as vertentes para atender as expectativas dos hóspedes, amenizando desta forma, o sofrimento daqueles que estão tristes e mantendo acesa a esperança de quem precisa e acredita na cura. O resultado desse esforço conjunto é a resposta unânime dos entrevistados que dizem se sentir em seu próprio lar.

Acompanhando a esposa em tratamento de câncer no Hospital Regional de Palmas (HGP), Ronaldo da Silva Correa, 35 anos, vindo de Talismã, disse que nem sabia da existência da Casa de Apoio e só ficou sabendo quando chegou a Palmas, na semana passada, e foi informada pelas assistentes sociais que havia um local para acolher aqueles que não têm lugar para ficar. Ronaldo disse que está sendo muito bem tratado e que ter um lugar estruturado para ficar faz toda a diferença.

Tomázia Pereira de Sousa, 54 anos de idade, acompanha sua filha de 30 anos que está em tratamento de câncer. Ela veio de Araguaina e já é hóspede da Casa há seis meses. “Aqui é tudo de bom, nunca me faltou nada. Desde que cheguei nunca mais voltei em casa, só converso com meu esposo por telefone; minha casa por enquanto é aqui, e não nos falta nada. Minha filha melhorou bastante e estou muito esperançosa que ao final do próximo mês já voltaremos para nosso lar. Só saio daqui com ela curada”, afirmou a hóspede.

Antonio Paulino da Silva Filho é morador de Silvanópolis, e já está na Casa há 55 dias; ele acompanha um paciente em tratamento de câncer. “Um amigo me falou da existência da Casa de Apoio, e foi exatamente como ele disse; um ambiente acolhedor, servidores educados, que nos tratam com respeito e ajudam em tudo que precisamos. É uma bênção a existência dessa Casa, e todas as servidoras, desde a gerente, nos tratam muito bem”, disse ele.

Pércio Batista Nunes, de 60 anos, morador de Paraíso do Tocantins, chegou à Casa de Apoio há uma semana; ele está acompanhando seu irmão em tratamento, e aproveitou para agradecer a instituição com a pintura de um belo painel em comemoração aos 15 anos de existência da Casa de Apoio. “Esse local recebe as pessoas com toda a atenção e carinho, queria agradecer oferecendo um pouco do meu trabalho para divulgar essas importantes ações que essa Casa nos oferta”, disse ele.

Ao longo desses 15 anos, a Casa de Apoio Vera Lúcia Paganni foi palco de muitas histórias, algumas delas com finais muito felizes; como de hóspedes que se tornaram marido e mulher, e pessoas que conseguiram a cura em seus tratamentos e tornaram-se voluntárias. Apesar de um final triste para alguns, a Casa tem desempenhado o seu papel social de acolher e apoiar emocionalmente os hóspedes que passam pelo local.

A gerente da Casa, Elisângela Sardinha, disse que a equipe tem se empenhado muito para ser um ombro amigo em momentos tão delicados. “Muitos chegam aqui sem conhecer a cidade, sem amigos, e sem ter onde ficar, nosso trabalho é acolhê-los com amor e buscar facilitar essa jornada, que por si só já é tão difícil”, afirmou a gerente.

Casa de Apoio

A estrutura física da Casa é composta de mais de 100 leitos equipados com beliches, ar-condicionado, cozinha, brinquedoteca, sala interdisciplinar, parquinho, área de convivência social e capela. Diariamente, a instituição tem capacidade para atender até 126 pessoas.

O empenho e cuidados que todos têm com a Casa de Apoio reforça esse importante papel que o Governo do Tocantins tem promovido, por meio das políticas públicas e sociais; e a Casa é um exemplo desse compromisso social.

A Casa de Apoio também recebe doações e ações voluntárias de amparo emocional e espiritual para seus hóspedes.

Algumas das necessidades constantes dos usuários são roupas, calçados fechados (exigência dos hospitais), itens de higiene pessoal e alimentação complementar.

Protocolos de segurança Covid 19

Devido à pandemia da Covid-19 estão proibidas as visitas à Casa, e os cuidados com higiene e limpeza realizados na instituição foram intensificados.

Os protocolos de higiene e distanciamento são seguidos rigorosamente a fim de evitar contaminação de servidores e hóspedes e permitir que a Casa continue aberta prestando apoio a quem necessita.

Localização

A Casa de Apoio fica a 200 metros do HGP, o que facilita o acesso aos hóspedes da instituição.

Os interessados em conhecer a Casa e se tornarem parceiros, podem entrar em contato pelo telefone (63) 3218-2465.

Endereço: Quadra 203 Sul, Avenida LO-05, APM-01. Telefone: 3218-2465.

 

Cláudio Duarte/Governo do Tocantins; Fotos: Carlessadro Souza/Governo do Tocantins