Avião que leva Julian Assange é o mesmo que Taylor Swift usou para ver o namorado jogar o Super Bowl

0
37

Assange está a bordo do mesmo Bombardier Global 6000 usado pela cantora para sair de Tóquio e ir aos EUA para acompanhar a vitória do time de Travis Kelce em fevereiro. Montagem mostra avião que leva o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, de Londres para as Ilhas Marianas do Norte
Montagem/WikiLeaks/FlightRadar24
O avião que leva o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, para as Ilhas Marianas do Norte, já foi usado por outra passageira ilustre: Taylor Swift atravessou o Oceano Pacífico com a aronave para ver seu namorado jogar o Super Bowl, no início do ano.
Assange deixou a prisão no Reino Unido nesta segunda-feira (24) após chegar a um acordo com a Justiça dos Estados Unidos para se declarar culpado em acusações de espionagem. “Julian Assange está livre”, anunciou o WikiLeaks.
✅ Clique aqui para seguir o canal de notícias internacionais do g1 no WhatsApp
Ele embarcou no aeroporto de Stansted, a cerca de 100 km de Londres, em direção ao território das Ilhas Marianas do Norte, que pertence aos EUA, onde ele vai se apresentar a um juiz.
A aeronave usada no trajeto é um Bombardier Global 6000, um bimotor de fabricação canadense, da companhia de aviação privada VistaJet.
O mesmo avião, prefixo 9H-VTD, foi usado por Taylor Swift em uma outra viagem continental: de Tóquio para Los Angeles –e, finalmente, para Las Vegas– em fevereiro passado, onde ela acompanharia o Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano.
Na ocasião, a artista americana saiu direto do palco na capital japonesa, onde apresentava a sua turnê The Eras Tour, para o aeroporto de Haneda, onde embarcou com destino aos EUA. O objetivo era chegar a tempo de ver seu namorado, Travis Kelce, jogador do Kansas City Chiefs, disputar a partida contra o San Francisco 49ers. O time de Kelce terminou com a taça.
Taylor Swift comemora vitória do Kansas City Cheifs
Julio Cortez/Associated Press
Por causa do tempo exíguo, a jornada da cantora foi acompanhada com emoção pelos “swifties” por meio de sites de monitoramento de tráfego aéreo.
O Bombardier Global 6000 começou a operar em 2006. Ele pode transportar até 18 passageiros e fazer voos de longo alcance.
O acordo prevê que ele seja sentenciado a 62 meses de prisão, tempo que ele já cumpriu no Reino Unido. Após passar pela audiência, Assange estará oficialmente liberado e espera-se que ele volte para a Austrália, país do qual é cidadão.

Fonte: G1 Entretenimento