Alerta Laranja: Tocantins registra queda de mais de 670 mil raios em dois meses

Riscos relacionados a tempestades aumentam nos primeiros meses do ano. Em todo o ano passado foram 2,1 milhões de descargas elétricas no estado.

0
118
Divulgação / Interenet.

Nos dois primeiros meses de 2020 o Tocantins recebeu 677.245 descargas elétricas. Os números são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que monitora fenômenos do tipo em todo o país. O Inpe não divulgou um comparativo com relação ao mesmo período de 2019, mas desde o ano passado os meteorologistas têm alertado para o aumento de ocorrências do tipo na região.

Ao longo de 2019, o estado registrou 2.182.732 raios. O crescimento é de 243,72% em relação ao ano anterior, quando houve 895.587 registros.

Os raios podem ter causado as mortes de tocantinenses ao longo do último ano. Em outubro, uma menina de 11 anos morreu após ser atingida em Araguaína. Logo após a queda de raios, Luana Nicole Clementino e Almeida foi encontrada inconsciente dentro do banheiro da casa, que fica no quintal da residência. No mesmo dia um idoso também foi levado a uma unidade de saúde após sofrer uma descarga.

Já em Palmas, uma mulher de 62 anos morreu após supostamente receber uma descarga elétrica enquanto fazia uma ligação no celular. O aparelho dela estaria carregando na tomada quando o acidente aconteceu. Ildete Luis da Silva chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

A situação preocupa particularmente nos meses do período chuvoso, em que as tempestades elétricas são mais comuns. Em toda a região, a expectativa é que as chuvas continuem pelo menos até abril.

A Energisa Tocantins, que monitora os raios por causa da operação do sistema elétrico, divulgou algumas orientações de segurança para que os moradores:

  • Ao perceber chuvas fortes acompanhadas de raios, retire os eletrodomésticos da tomada e evite contato com objetos metálicos que estejam ligados à eletricidade, como fogões e geladeiras.
  • Não é recomendado o uso de chuveiro ou torneira elétrica (secador, chapinha, entre outros).
  • Evite utilizar telefone com linha ou celular que esteja conectado à tomada durante tempestades com raios. Também evite ficar próximo a tomadas, janelas e portas metálicas.
  • Fique longe de estruturas altas, como torres de telefone ou de energia elétrica, ou de campos abertos. Não se abrigue embaixo de árvores.
  • Mantenha distância de cabos partidos ou, em caso de acidente de trânsito envolvendo postes e a rede elétrica, não saia do carro. Se houver necessidade de sair, por princípio de incêndio ou outros fatores, caminhe com os pés juntos e não toque em partes metálicas do veículo.

Com informações do Portal G1 Tocantins.