Universidades e escolas suspendem aulas por causa da falta de combustíveis

Márlon Reis diz que “herdeiros das oligarquias do atraso” se surpreenderão na eleição
28 de maio de 2018
Greve de caminhoneiros chega ao 7º dia no Tocantins; veja os reflexos da paralisação
28 de maio de 2018

Universidades e escolas suspendem aulas por causa da falta de combustíveis

A greve dos caminhoneiros também afeta a rede de ensino pública e privada em todo o estado. A Universidade Federal do Tocantins (UFT), a Universidade Estadual (Unitins) e o Instituto Federal do Tocantins (IFTO) anunciaram suspensão de aulas. A paralisação chegou ao sétimo dia e tem causado diversos reflexos.

Uma das principais consequências da greve foi o desabastecimento de combustível. Os postos de Palmas, Araguaína e Gurupi não possuem mais gasolina e álcool. Além disso, segundo o sindicato dos postos, mais de 80% dos revendedores do estado estão sem combustível.

Confira a suspensão nas principais instituições de ensino:

UFT

Conforme a reitoria, a suspensão das atividades acadêmicas e administrativas começou neste sábado (26) nos campus de Palmas, Porto Nacional e Miracema, e deverá continuar até que as condições de mobilidade para as atividades sejam restabelecidas. Apenas atividades essenciais serão mantidas.

Nos campus de Araguaína, Arraias, Gurupi e Tocantinópolis as atividades acadêmicas e administrativas serão mantidas até uma nova avaliação.

Unitins

Na Universidade Estadual do Tocantins também suspendeu as atividades acadêmicas no campus de Palmas, no período matutino e vespertino. As atividades serão feitas por meio digital. No período da noite está mantida a programação presencial do II Colóquio de Ensino, Pesquisa e Extensão.

IFTO

A Reitoria do Instituto Federal do Tocantins (IFTO) informou que as atividades acadêmicas e administrativas estão suspensas a partir desta segunda-feira (28). Essa medida vale para as unidades de Araguaína, Colinas do Tocantins, Dianópolis, Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia, Palmas, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional, Pedro Afonso e reitoria.

Nos campus de Araguatins e Gurupi as atividades serão mantidas durante a manhã e reavaliadas durante o dia. Além disso, a manutenção da suspensão será reavaliada diariamente. Apenas atividades essenciais serão mantidas.

Rede municipal de Palmas

Segundo a assessoria da Secretaria de Educação, a partir desta segunda-feira (28) será feito o levantamento da situação de cada escola individualmente. Mas no período da manhã haverá aula normalmente. O transporte coletivo também está funcionando.

Rede estadual

A Secretaria de Educação informou que as aulas serão mantidas nas escolas estaduais. Porém, na última sexta-feira (25) estudantes da Escola Estadual Elisângela Glória foram liberados mais cedo e as aulas foram suspensas porque a unidade ficou sem gás de cozinha para preparar a merenda escolar.

Universidades particulares

A Católica do Tocantins informou que as aulas estão suspensas nesta segunda-feira (28). Também foram suspensas as provas do processo seletivo agendado, no período da noite. Apenas o administrativo funcionará, das 8h às 18h.

O Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra) também suspendeu todas as atividades acadêmicas devido à falta de combustível em Palmas e região. Apenas os setores administrativos funcionarão em horário comercial.

Escolas particulares

As aulas também foram suspensas em vários colégios particulares de Palmas nesta segunda-feira (28). Entre eles: Colégio Marista, Centro Educacional São Francisco de Assis e Colégio Ulbra Palmas.

Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.