Secretário de Agricultura se demite por possível atraso do “brexit”

Raríssimo nascimento de gêmeos semi-idênticos é registrado na Austrália
1 de março de 2019
Israel acusa Conselho de Direitos Humanos da ONU de apoiar terroristas
1 de março de 2019

Secretário de Agricultura se demite por possível atraso do “brexit”

Londres, 28 fev (EFE).- O secretário de Estado de Agricultura do Reino Unido, George Eustice, apresentou nesta quinta-feira sua demissão pela possibilidade de atraso do “brexit”.

Em uma carta dirigida à primeira-ministra, Theresa May, o deputado conservador expressou seus medos diante dessa possível prorrogação e afirmou que não quer ser partícipe dos críticos debates parlamentares que acontecerão se isso ocorrer.

“Temo que o desenvolvimento dos eventos nesta semana conduzirá a uma série de eventos que culminarão com a União Europeia (UE) nos ditando os termos de qualquer extensão solicitada e a humilhação final do país”, afirmou o político “tory”.

Eustice lembrou que permaneceu “ao lado do Governo” apesar de vários “recuos indignos” e antecipou que votará a favor do acordo do brexit quando este retornar à Câmara dos Comuns antes de 12 de março mas, contudo, indicou que com “tremenda pena” decidiu se demitir.

“Embora tenha feito campanha pelo brexit, sempre apoiei tentar uma reconciliação no nosso país”, escreveu na carta à premiê, ao mesmo tempo que reconheceu que entende que deixar a UE gera “apreensão” a muita gente porque representa uma mudança” histórica”.

O já ex-secretário de Estado de Agricultura opinou que a Comissão Europeia não conduziu as negociações de forma “honorável” e mostrou seu respeito à governante conservadora que, segundo sua opinião, tem mostrado “tenacidade e resiliência” ao longo de todo o ano.

A chefe de Governo abriu as portas pela primeira vez na terça-feira a um possível atraso do brexi