RADIOCOM do Paraná adota o modelo FARCOM/Tocantins e criam a FARCOM/Paraná

Começa neste sábado a 19ª Exposição Agropecuária de Barrolândia
18 de maio de 2019
Adolescentes são presos após dois roubos com arma de fogo em Gurupi.
20 de maio de 2019

RADIOCOM do Paraná adota o modelo FARCOM/Tocantins e criam a FARCOM/Paraná

No último sábado, dia 18 de maio, em Curitiba/PR aconteceu a Assembleia Geral da APRACOM – Associação Paranaense de Rádios Comunitárias, entidade constituída em 2015 que tem 175 rádios comunitárias filiadas, onde por unanimidade foi aprovada a alteração para FARCOM/PR – Federação das Associações de Rádios Comunitárias do Estado do Paraná.

A mudança foi para adotarem o mesmo modelo de atuação e representatividade da FARCOM/Tocantins, entidade que está conseguindo a união e o fortalecimento do sistema RADIOCOM, por meio de um alinhamento com as entidades filiadas.

Com a realização do programa A VOZ DO TOCANTINS, veiculado diariamente pelas rádios, a federação vem se destacando e se mostrando como o maior sistema de comunicação do Estado e além disso, também busca parcerias com o Poder Público e iniciativa privada.

Ficou decidido então durante o encontro que a FARCOM/Paraná também realizará um programa único de rádio o  “FALA PARANA”, que como o tocantinense também será veiculado diariamente em todas as 175 rádios filiadas, mostrando a presença das RADIOCOM em todo o Estado e assim conseguir parcerias com o Poder Público e iniciativa privada, viabilizando a entidade, trazendo recursos financeiros, oferecendo serviços e produtos para as filiadas, fortalecendo, assim, todo o sistema RADIOCOM.

Segundo o Presidente da FARCOM/Paraná, Luiz Carlos Dzulinski, esse modelo vai demonstrar a força do sistema RADIOCOM no Estado, além de permitir receber regularmente recursos do Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Sistema ‘S’, Prefeituras e Câmara Municipais, o que muito importante e inédito para as entidades do tipo.

O vice presidente da Farcom/ Paraná  ressaltou: “Somente com esse modelo e alinhamento com as rádios comunitárias é que conseguiremos tornar efetivamente um sistema de comunicação forte e respeitado” disse Vandersom Vicente Dubinski.

O Presidente da FARCOM/Tocantins, Geraldo Freitas, que participou do evento em Curitiba, destacou a satisfação em ver a expansão desse modelo e acredita que através desse sistema de atuação e representatividade, as RADIOCOM conseguirão demonstrar, na prática, que são maior sistema de comunicação do Brasil, buscando então sua implantação em outros Estados brasileiros.

Fotos: Redação