Pesquisadores iniciam projetos científicos na área da saúde pública do Estado em nova etapa do PPSUS

SESI abre inscrições para 1ª Corrida de Aventura em Gurupi
10 de setembro de 2019
Pesquisador do Tocantins estuda distúrbios neurológicos induzidos por deficiência de Tiamina (Vitamina B1)
11 de setembro de 2019

Pesquisadores iniciam projetos científicos na área da saúde pública do Estado em nova etapa do PPSUS

Os termos de outorga, entre pesquisadores e Fundação de Amparo à Pesquisa, foram assinados nesta segunda-feira, 9.
Fonte Geórgya Laranjeira Corrêa/Governo do Tocantins

O Presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (Fapt), Prof. Dr. Marcio Silveira assinou na segunda-feira, 9, o Termo de Outorga com nove pesquisadores que tiveram projetos aprovados na nova etapa do Programa Pesquisa para o SUS (PPSUS).

Presidente da Fapt em assinatura de termo de outorga com pesquisadores do Tocantins.

O programa é uma estratégia de fomento à inovação e visa solucionar problemas do Sistema Único de Saúde (Sus). Serão investidos quase R$ 300 mil reais oriundos do Ministério da Saúde e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), com contrapartida do Governo do Estado.

As pesquisas serão desenvolvidas nas cidades de Palmas, Porto Nacional, Gurupi, Araguaína e Augustinópolis, por pesquisadores de três instituições do Estado como a Universidade Federal do Tocantins (UFT), Universidade Estadual do Tocantins (Unitins) e Secretaria de Estado da Saúde (Ses).

O Presidente da Fapt, Prof. Dr. Marcio da Silveira ressaltou o papel da fundação no fomento à pesquisa no Estado e destacou a importância dessas pesquisas na área de saúde. “Nossa meta é avançar cada vez mais com o desenvolvimento cientifico e o papel do pesquisador é fundamental nesse processo”, explicou.

 

Sobre o Programa

O trabalho do PPSUS integra os seguintes atores: o Ministério da Saúde que atua como coordenador nacional do Programa, o CNPq como gerenciador técnico administrativo e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins como agente executora. A Secretaria de Estado da Saúde participa das etapas operacionais e das linhas prioritárias definidas em oficinas até os Seminários de acompanhamento e Avaliação dos resultados.

Foto: Tharson Lopes.