Bar com vista para usina de tratamento de lixo conscientiza moradores de Tóquio

Canadá confirma que EUA pediram extradição de executiva da Huawei
30 de janeiro de 2019
Vale diz que vai eliminar barragens iguais às de Mariana e Brumadinho
30 de janeiro de 2019

Bar com vista para usina de tratamento de lixo conscientiza moradores de Tóquio

No Japão, as autoridades decidiram criar um bar efêmero com vista para uma usina de tratamento de resíduos equipada com um incinerador. A ideia atraiu os jovens japoneses, que se amontoam para tirar selfies, e serve como forma de chamar atenção para a quantidade de lixo produzido pela humanidade.

Batizado de Gomi Pit – em japonês, “gomi” quer dizer resíduos e “pit” significa fossa –, o estabelecimento foi idealizado pelas autoridades de Tóquio para conscientizar jovens habitantes sobre as consequências da produção exacerbada de lixo.

O contraste é nítido: apenas uma parede de vidro separa o local limpíssimo onde os clientes comem e bebem do amontoado de resíduos à espera de serem incinerados.

Em pequenos intervalos, um enorme braço mecânico desce e recupera rejeitos da vida cotidiana: metade de uma sacola da loja Ikea, uma gravata, pedaços de um travesseiro, papel despedaçado e sacos plásticos de todo tipo.

Cerca de 27 mil toneladas de lixo foram tratadas nesse setor da cidade japonesa, que possui capacidade máxima de 120 toneladas por dia.

“É muito surpreendente”, comenta Isaeo Tomioka, de 49 anos, ao assistir ao espetáculo junto com suas duas filhas, de seis e quatro anos, grudadas no vidro.

Morador do bairro, ele disse ter vindo com suas crianças porque se preocupa com o impacto do lixo na próxima geração. “Há resíduos que não podem ser queimados e que devem ser colocados em algum lugar. É uma herança negativa que deixamos”, diz.